3.24.2008

"Minha sentença de granito: torna-te quem tu és"


Ainda que existam momentos de leve ou intenso desespero, angústia e insegurança, a vida delimita caminhos, destinos possíveis a sua escolha, e pessoas capazes de despertá-los. Como já disseram, na vida tem que haver equilíbrio entre o trabalho e o ócio criativo. O crescimento físico e mental exige essas duas prerrogativas, mas realmente equilibrá-las não se pressume em facilidade. Existem sonhos e desejos que não podem ser deixados ou substituídos pela intensa busca pela aquisição de dinheiro e bens. Tornar-se adulto na sociedade gera questionamentos, expectativas e cobranças. Esse é o mal, seguir toda essa ladainha religiosa. Mas o diferencial é não se deixar esquecer dos pequenos sonhos e prazeres, da vida simples, da quebradeira, da aventura, da diversão infantil, mesmo que não seja essa a condição presente. No meio desse emaranhado de idéias, a intenção não é levar ao entendimento, mas uma busca interna de alguma ordem, mesmo que não esteja descrita. Ordem de busca de uma 'sentença de granito: torna-te quem tu és'. (Nietzsche) Sentença de igual dificuldade, busca insessante e diária, que às vezes precisa ser relembrada para não se dispersar no aglomerado de idéias e reflexões da vida.

Hoje, esse será meu ditado, meu hino e minha devoção. Declaro aberta a busca da minha identidade, a busca de meus sonhos- todos eles - a busca da limpidez da minha alma, da tranquilidade e paz nas minhas atitudes, do bom e belo de mim, do meu infinito particular e do conhecimento do universo, da confiança de que pode-se fazer tudo e de que há tempo suficiente, a busca da disciplina, da organização perfeita e aberta às novas possibilidades, da permanência da juventude e da sabedoria senil. Hoje inicio a temporada de caça a mim mesma.

1 Comments:

At 11:08 AM, Blogger william said...

A língua do sábio se move mais lentamente que seu cérebro.

 

Postar um comentário

<< Home